cabideiro arco-íris

Todo o sentido da boa educação é voltado para que a criança possa desenvolver a sua capacidade de fazer escolhas, ter autonomia, independência, espírito crítico e bom-senso. Escolher a própria roupa, com a orientação da mãe ou do pai, é um belo exercício de individuação (tornar-se sujeito).

 

Quando os pais colocam no cabideiro três ou quatro peças de roupas para que o pituco ou a pituca possa escolher aquela que vai vestir (respeitando o seu gosto, os seus desejos e necessidades impostas pelo local ou clima), a criança se sente responsável por si, desenvolve o gosto estético, adquire noções de corpo e tamanho (grande-pequeno), noções de cores e texturas (grosso-fino, áspero-macio), noções de tempo e temperatura (quente-frio, inverno-verão, noite-dia).

 

O cabideiro ainda pode estimular a imaginação e a criatividade dos nosso pequenos, deixando sempre à mão as fantasias que alimentam as brincadeiras de faz-de-conta. É uma oportunidade para eles extravasarem seus sentimentos e aprenderem a lidar com eles. Que tal deixar as fantasias do carnaval, festa junina, Halloween acessíveis o ano inteiro para brincadeiras?

É importante saber que até os cinco anos a criança ainda não consegue distinguir fantasia de realidade e que é muito comum a criança desejar usar alguma fantasia para sair. Não há nada de errado ou de prejudicial ao desenvolvimento da sua criança pequena, se ela quiser usar uma fantasia para sair. Entre nesse mundo maravilhoso da infância deixe-a fazer as suas escolhas, até que ela desenvolva a maturidade para acertar nas escolhas, aprendendo através dos seus erros.

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER