BRINQUEDOTECA - 0 A 2 ANOS

Assinado por Elefante Design

1/8

É isso mesmo, é hora de brincar por aqui! Na nossa brinquedoteca para bebês, "um espaço seguro para brincar livremente” foi o conceito que guiou a arquiteta Tatiana Machado, da Elefante Design. São tantos cantinhos totalmente atentos aos propósitos que fica difícil não citar todos eles.

 

Essa etapa que compreende o início da primeira infância é a mais importante para o desenvolvimento psíquico, afetivo, emocional, motor e sensorial da criança. Deste período, depende todo o resto: o fracasso ou o sucesso da aprendizagem infantil.

Bom, o ponto central deste ambiente de 19m2 é o circuito Pikler, um brinquedo grande de madeira que convida à diversas atividades e muito movimento. O mobiliário Pikler traz a abordagem da segurança, autonomia e explora diferentes marcos do desenvolvimento da criança. 

 

E essa parte que é impossível de não olhar logo de cara? Sim, o cantinho emoldurado com uma marcenaria em forma de casinha delimita um espaço onde o piso é revestido por um tatame que absorve o impacto e proporciona conforto térmico. Lá, o bebê é colocado de barriga para cima e cercado por brinquedos de diferentes texturas, cores e formas.

 

De um dos lados, uma gradezinha com barra de apoio ajuda o bebê a ganhar tônus muscular para ficar em pé e andar. De outro lado, guirlandas de feltro, de diferentes formas e cores, estão ao alcance do pequeno. De outro ainda, uma pequena estante para guardar os brinquedos.

 

Aqui, vale citar: É muito importante que alguns brinquedos não fiquem sempre acessíveis à criança, sendo oferecidos pelo adulto quando observar a falta de interesse com os que estiverem expostos.

 

A criança explora os brinquedos de diversas formas e essa relação pode durar meses, mas se esgota e o interesse pode acabar. O rodízio dos brinquedos é muito benéfico e motivador. 

 

Ao lado da casinha, um cantinho aconchegante com almofadas e tapete vinílico, o que garante o conforto térmico, para as crianças explorarem o mundo dos livrinhos. Dois porta-livros de parede são fixados em alturas acessíveis à criança para tornar essa ideia possível.  Uma das paredes ainda conta com um grande espelho, que reflete o corpo inteiro de um bebê, emoldurado com um painel de madeira com o divertido formato de casinhas.

Outro painel com diversos ganchos deixa à disposição dos pitucos objetos do cotidiano, que possibilitam as brincadeiras mais interessantes para as crianças dessa faixa-etária: panelinhas, colher de pau, chapéu, bonecas, instrumentos musicais, roupas e sapatos de adultos, entre outros itens. Ai, ai... e o cantinho artístico?

 

Esse amplia as capacidades dos bebês, uma vez que, a partir do momento que ficam em pé e começam a andar, eles podem explorar atividades fora do plano do chão. A mesinha com cadeirinhas e o painel de desenhos permitem pinturas, recortes e colagens sentados e em pé.

Os papéis de parede também valem ser mencionados: o de bolinhas proporcionam o foco ocular, muito importante para o desenvolvimento de uma boa percepção visual.  Aqui, além de decorar, as bolinhas chamam a atenção das crianças e convidam o foco de seus olhinhos. Já, o papel de parede de bichinhos traz traços simples com cores suaves e delicadas. Ah! Sabe o que é bem legal? Esses bichinhos não são humanizados (com óculos, barba, roupa, etc),  pois a criança muito pequena não entende essas variações e, no momento do seu desenvolvimento, isso pode atrapalhar.

 

Então, temos bichinhos com carinha de bichinhos que na fase de 1-2 anos podem proporcionar interação da criança reconhecendo cada um deles.  

Aqui, o adulto também ganhou um cantinho confortável para ficar enquanto supervisiona os bebês nas brincadeiras: um nicho embutido nos armários com futon e almofadas. Dessa forma, ele está presente, mas de forma passiva, permitindo a autonomia e a  segurança dos pitucos.

 

É um projeto que apresenta diferentes formas e soluções que podem ser adaptadas e aproveitadas nos cantinhos de diversas famílias.

 (*Neste ambiente, além do olhar de Elizabeth Monteiro, contamos com a análise da Livia Gois. Ela é psicóloga clínica infantil e adulto, com formação na abordagem Pikler-Lóczy pela APL France, em Foundation no Bodynamic)

 

Vídeo produzido por Bárbara Baptista - @arq.barbarabaptista

 

MARCAS PARCEIRAS DO AMBIENTE

Papéis de parede e tapete vinílico: Mama Loves You - @_mamalovesyou  

 

Almofadas estampadas: Nara Maitre - @naramaitrekids 

 

Luminária de leitura: Labluz Iluminação - @labluz

 

PRODUTOS ATELIÊ BAOBÁ PRESENTES NESTE AMBIENTE

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER